MSDASCO 2019 - data

terça-feira, 04 junho 2019 17:33
Posters

Perfil molecular do carcinoma da ampola de Vater

Interno de Oncologia do Hospital Beatriz Ângelo, o Dr. João Moreira-Pinto expôs na ASCO um trabalho desenvolvido aquando da sua passagem, num estágio, pelo Hospital Vall d’ Hebron, em Barcelona, com o título Molecular profile of ampulla of vater carcinoma (AVC): A rare tumor type with meaningful molecular alterations”. O trabalho demonstra a importância da realização de perfis moleculares em especial para tumores raros. Assista ao vídeo.

Vídeo

Caracterizar molecular os tumores de ampola de Vater e relacionar estas alterações moleculares com os outcomes clínicos foi o objetivo do trabalho do Dr. João Moreira Pinto, durante o estágio em tumores digestivos em Barcelona. Como explica, “são tumores raros, difíceis de incluir em ensaios clínicos levando a opções terapêuticas muito limitadas”.

Foram identificados todos os doentes tratados no Hospital Vall d’ Hebron, entre 2010 e 2018, num total de 26 doentes, que fizeram por rotina Next Generation Sequencing (NGS) permitindo obter “um perfil molecular e caracterizar as alterações moleculares. Destes 26 doentes, 18 tinham histologia pancreatobiliar e 7 com histologia intestinal e apenas um doente com histologia mista”. Foram então analisadas as mutações encontradas em cada uma destas histologias e as mutações comuns em ambas.

A deteção destas alterações por via de NGS possibilitou que, “dos nove doentes metastáticos, três doentes fossem incluídos em ensaios clínicos de fase I e dois desses em ensaios específicos”.

Foram ainda avaliadas a medianas de sobrevivência para este tipo de tumor muito raro e analisados fatores de prognóstico.

Em conclusão, o Dr. João Moreira Pinto sublinha que “a realização de perfis moleculares pode abrir portas a novas terapêuticas que podemos usar nestes doentes e melhorar o outcome”.

Subscrever Newsletter do Congresso

Agenda

mai31
13:00
S504
mai31
14:45
100bc
mai31

Área Reservada